Estar parado, na realidade é estar piorando…

Sem sinais consistentes de recuperação, a economia brasileira vai de mal a pior. Pra acabar de vez com a situação, nem em blogs especializados, comenta-se as reais razões de tal aberração. Blogueiros e jornalistas carregam os servidores de mesmices, no melhor estilo “antenados”. Com zero visão crítica, zero criatividade, zero discernimento. Ninguém fala sobre o que é o espólio Brasil. O filho de uma país orgulhoso, que é burro esforçado, trabalha arduamente e já tem FGTS, direitos, orgulho sem fim. Que faz abaixo assinado para tirar professor, que aliás sabe mais que qualquer professor porque do seu berço esplêndido já nasceu sabendo.

No país promessa de gênios ridículos, acham que as razões da crise é especificamente a corrupção e educação. A+B=C. Criticam a Previdência, enquanto “qualquer funcionário público” ganha piso salarial de R$ 10 mil. Claro, a máquina fica sobrecarregada. Mal sabem associar isso ao passado hiperinflacionário, que criou auxílio pra tudo, ajuda de custo pra tudo, e hoje ninguém desmonta. Os mais novos não entendem isso, acontece que antigamente com hiperinflação, o poder aquisitivo não acompanhava a correção de preços, que subia toda hora. Com isso, o orgulhoso país de gênios criou indexadores e auxílios pra todos os lados e pra tudo. A inflação era superior a 30% ao mês. Só que hoje, a inflação anual é de 4% a 5% ao ano. Só que como é caso de direito adquirido, quem se arrisca a contar essa verdade, mesmo na web ? Não tem como desmontar isso.

Ter empresa no país, é uma tremenda ilusão. E acham que uma mudança política vai resolver isso. Infelizmente, a questão nem é saber votar. Problema que os alienados não entendem que mesmos grupos familiares, grupos de mesmo DNA, controlam isso. É só ver os clubes que frequentam, os tipos de festas, para entender quem é essa tal elite emergente que manobra o país. A esperança é a internet, não porque é bonita ou eficiente. Mas simplesmente por ser uma maneira de vender produtos e serviços pagando o mínimo de impostos. Em tempo, o futuro sombrio do país, nem Nostradamus poderia prever de tão bizarro. Uma elite de funcionários públicos “se achando”, empresários 90% falidos por não entenderem Custo Brasil, e uma classe média alienada que “cola na escola”, faz abaixo assinado pra tirar professor, e ainda tem a cara-de-pau de exigir qualidade na educação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *